Fórum DLE


O dilema da TN alterada...
Enviada em 23/03/2017 às 23:23:04 por Mamãe de primeira viagem
Olá mamães!! Criei esse tópico pois tem me ajudado bastante ler as mensagens de mães que já passaram pelo que estou passando e tiveram um final feliz! Não consigo visualizar mensagens mais novas, de pessoas que estão passando por isso nesse momento, então esse tópico pode concentrar pessoas que estão passando por isso agora, e também claro quem já passou e quer deixar seu relato será muito bem vinda.
Vou contar um pouco da minha história. Sou jovem, tenho 28 anos e meu marido 32, quando fomos fazer o ultrasssom de rotina fomos surpreendidos com a informação de que "nada estava bem" com nosso bebê. Fomos encaminhamos a fazer o morfológico, com 11, 12 semanas não lembro direito, e a TN deu alterada em 7,8mm, osso nasal presente e ducto venoso onda A negativa. Não acreditamos, refizemos o exame em outra clínica na esperança de ter outro resultado mas não, ele se confirmou. A partir daí fomos encaminhamos a um médico especialista em medicina fetal, fizemos a biópsia de vilo corial e aguardamos o resultado, que deve vir em torno de 15 dias. Minha gravidez se tornou algo que eu nunca imaginei, uma angustia sem fim, medo, incertezas. Espero que no final tudo isso tenha um final feliz... ao mesmo tempo que quero ser otimista, quero estar preparada caso o resultado de confirmação de alguma alteração genética. Estou tão triste. Me cuidei tanto, decidimos ter filho cedo para evitar esses riscos que são maiores com a idade... e aí acontece isso. Quando tiver resultado do exame volto para contar para vocês! Rezem por nós!
Resposta
Enviada em 14/01/2019 às 16:14:59 por Renata
Qual foi o resultado?
Resposta
Enviada em 14/01/2019 às 16:14:57 por Renata
Qual foi o resultado?
Creia que tudo dará certo! TN aumentada
Enviada em 28/12/2018 às 10:38:15 por Roberta
Como muitas aqui também passei por esse dilema da TN aumentada com meu 2º filho e como prometi aqui estou para dar o meu depoimento e quem sabe tranquilizar um pouquinho o coração de muitas mamães que assim como eu, perderam o chão quando fizeram o exame e viram o resultado. Lembro que naquele dia quando a médica nos informou que a Tn estava aumentada (4,0), porém com osso nasal presente e foi explicando um pouco o que poderia ser, confesso que ali se abriu um buraco gigante, onde por um momento me joguei e não pensava mais em outra coisa...naquele momento corri e agendei uma consulta com a minha obstetra onde foi pedido um exame chamado amniocentese, e me explicou de forma calma e tranquila tudo o que aquele resultado poderia significar, uma das consequências poderia ser a Síndrome de Down...mas a partir daquele momento alguma coisa dentro de mim mudou, alguma coisa me dizia que estava tudo bem, uma voz que vinha de dentro do meu coração falava que não precisava me preocupar...só depois entendi que aquilo era Deus conversando comigo e me dizendo "Filha calma, estou contigo!" A Fé que sempre tive só aumentava cada dia mais e a cada dia que passava eu estava mais certa de que nada estava errado, independente de qualquer coisa e assim fui passando meus dias na gravidez, curtindo a barriga crescendo, amando ainda mais aquele serumaninho dentro de mim que dei o nome de RAFAEL que significa "Curado por Deus"...resumindo, optei por não fazer o exame invasivo, confiar e esperar em Deus pelo meu milagrinho, que chegou no dia 28/09/2017, pesando 3,065 perfeito aos olhos do Pai!!! Confesso que também me preparei para outra situação, li muito sobre o assunto e me sentia muito confortável para recebê-lo do jeitinho que Deus me enviasse. Portanto mamães que estão passando por esse momento, uma coisa eu falo pra vcs, independente do resultado desse exame, acreditem e confiem em Deus, não se deixem abalar por um simples diagnóstico, que pode não significar nada...Li muitos depoimentos nesse site e vocês não tem noção de como me ajudaram, por isso voltei aqui, para fazer a minha parte e tentar ajudar a quem nesse momento precisa acreditar que tudo está bem! Deus esteja com todas vcs...
BEBE
Enviada em 07/12/2018 às 10:06:08 por JOANA
Como estão?!
Deu certo?
Enviada em 08/09/2018 às 08:57:29 por Ingrid dayanna Rodrigues
Oi, qual o final da história? Estou passando exatamente por isso! Me chama no whatsapp quem tbm já passou 83 987232393
E aí, deu tudo certo?
Enviada em 06/03/2018 às 18:35:42 por Tatyane
Deu tudo certo, volta pra contar pra gente. Estou passando por isso, e o desespero tomou conta.
Deu certo?
Enviada em 08/09/2018 às 08:58:39 por Ingrid dayanna Rodrigues
Qual final da sua história? Tbm estou passando por isso me chama no whatsapp 83 987232393
tn 3.2
Enviada em 21/12/2017 às 23:07:54 por Adriano
Pessoal, venho por meio deste relatar um pouco de nossa angustia que durou cerca de 15 dias. Como os depoimentos deste fórum nos ajudaram to, tb fiquei na obrigação de contribuir. Descobrimos a gravidez da minha esposa em novembro, ela tem 37 anos e já temos uma filha com 4 anos. No dia 4 dezembro ela foi para a primeira ultrassom, imaginávamos que ela estaria com 8 semana e seria detectado apenas os batimentos, condição da placenta, etc. Para nossa surpresa, a média informou que o bb já estava com comprimento equivalente a uma gestação de 10 semanas e aproveitou e mediu a tn, mesmo sabendo que o ccn ainda não era o idela para essa medida (estava com ccn de 39 mm). A tn medida foi de 3.5! Este foi o pior dia de nossas vidas, não estávamos preparados para uma notícia como essa, inclusive porque não esperávamos que a tn seria medida nesse dia. Decidimos repetir o exame 3 dias depois com uma especialista em medicina fetal, dessa vez o ccn já estava com 50 mm e a tn medida foi de 3.2, presença de osso nasal e duto venoso normal. Os riscos variavam de 1/2 a 1/11. Decidimos fazer o exame do vilo corial, a coleta foi realizada no dia 12 e hoje recebemos o resultado! Depois de 15 dias de angustia recebemos a informação de que nossa menina não tem alteração cromossômica! Estamos imensamente gratos ao nosso misericordioso DEUS e nossa misericordiosa Nossa Senhora. Fica o mesmo alerta comentado por todos, TN aumentada é só um marcador e não um diagnóstico.
OBS: não poderia também deixar de relatar um momento que tocou muito meu coração. Como informei anteriormente no dia 4 de dezembro recebemos a primeira notícia da alteração, nesse dia não consegui trabalhar, só chorar e orar, muito. Num desses momentos de oração fiz uma promessa em relação ao nome da criança, tanto para menino como para menina. Passei a madrugada repetindo a promessa e orando. Ao amanhecer, ainda não estava com cabeça para ir trabalhar (sou professor), entretanto, na disciplina daquele dia a minha turma de 35 alunos tinha sido previamente dividida em 7 grupos de 5, e cada aula um grupo faria uma apresentação de um tema específico. Como eu só precisaria ir e avaliar a apresentação, decidi ir. No caminho e ao chegar na sala de aula, ia repetindo comigo a promessa. Ao me sentar no fundo da sala , peguei os papéis para avaliar os alunos e levantei minha cabeça em direção ao slide de apresentação do grupo daquele dia que já estava projetado. Nesse momento notei que entre os 5 integrantes do grupo estavam exatamente o nome da menina e do menino que eu tinha feito a promessa horas antes. Isto me marcou profundamente, ainda dei uma checada na lista de alunos da turma para observar se aqueles nomes não tinha repetições, pois caso tivessem poderiam aumentar a possibilidade desse fato acontecer. E não tinha! Eram únicos esses nomes entre os 35, e estavam juntos , no mesmo grupo, e com apresentação exatamente nesse dia! Senti como um aviso "meu filho, te acalma tua graça será alcançada, eis aqui os nomes do teu filho/a"
Cariótipo
Enviada em 20/12/2017 às 10:38:24 por Mamãe de primeira viagem
Olá mamães, venho trazer novidades referente a meu caso... após o aborto do bebê com trissomia 18, fui orientada a procurar um geneticista. Consultei, segundo o geneticista de acordo com nosso histórico (meu e de meu marido) não tínhamos orientação a fazer exames investigativos, a possibilidade maior era que teria sido um "azar" que ocorre em 3% da população, e agora teríamos apenas mais 1% de chance que alguma anomalia genética se repetisse, totalizando 4%. Mesmo assim, por uma melhor segurança foi solicitado o cariotipo meu e de meu marido, pra minha imensa supresa o meu veio alterado. Tenho inversão no cromossomo 9. Não sei detalhes ainda sobre a relação dessa alteração com o que aconteceu conosco, quando tiver novidades venho contar a vocês... estou muito triste, não tenho histórico de familiares com ma formações ou alterações genéticas nem de parentes distantes, aborto o meu foi o primeiro de várias gerações... a insegurança ficou ainda mais forte agora!! Minha orientação é que vcs investiguem, façam o maximo de exames que tiverem acesso para tentar evitar futuros problemas.


Certificações

Controles de Qualidade