Deficiência da Glicose-6-Fosfato Desidrogenase

A glicose 6 fosfato desidrogenase é uma enzima extramamente sensível às condições de transporte da amostra. Esta enzima poderá se degradar quando o tempo de transporte da amostra for superior a 5 dias e também quando for exposta a extremos de temperatura (abaixo de 0 graus ou acima de 37 graus centígrados).
Um paciente que tenha um resultado de "Deficiência" desta enzima deve ser interpretado com cuidado, levando-se sempre em consideração, as condições de temperatura e o tempo de transporte da amostra. As "falsas deficiências" geralmente são ocasionadas por ressecamento do papel filtro, pela exposição ao calor (principalmente no verão) e por umidade (ou derramamento) no papel filtro.

Para confirmação do resultado deve ser realizada nova coleta de sangue em papel filtro e sangue total com EDTA e enviar ao laboratório o mais breve possível observando as informações anteriores.

 

Condições de envio das amostras: 

  • Sangue em papel filtro:

Condições usuais de coleta e transporte por um período máximo de 5 dias.

  • Sangue total com EDTA: 

Enviar a amostra refrigerada. Tempo máximo de transporte de 5 dias.

Sugerimos acondicionar as amostras coletadas em envelopes plásticos e enviar sob as mesmas condições das amostras refrigeradas ao DLE.

Para informações adicionais ou sugestão de literatura sobre o assunto, faça contato com a Assessoria Científica do DLE.

 

Busca DLE

Solicitação
de material

CANAL DO CLIENTE

4020-8080
Seg. a Sex. das 08h às 18h
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.



Nossas unidades

 

 

 

 
   

Certificações

Controles de Qualidade